O sódio em sopas enlatadas

Escrito em Postado em Aplicações Indústria Alimentícia, Deixe um comentário.

O cloreto de sódio, conhecido como sal de mesa, foi em algum momento da história mais valioso do que ouro. Isto soa estranho ao mundo atual, onde se aconselha uma atenção sobre o seu consumo, inclusive com dietas de baixo teor de sódio.

Os produtos processados parecem gritar em suas etiquetas nas prateleiras dos supermercados quando possuem uma formula nova e melhorada com baixo teor de sódio. É recomendado um consumo limitado de sódio por causa da correlação entre dietas com alto teor de sódio e a hipertensão arterial. Por isso, os produtos com sorbato de potássio e cloreto de cálcio estão ganhando popularidade nos alimentos processados, melhorando sua conservação.

A sopa é um alimento básico e esteve presente durante toda a história da humanidade. Conforme os alimentos enlatados se tornaram mais populares durante o início e meados do século XIX, as fábricas de diversos tipos de alimento foram se estabelecendo e multiplicando-se nos Estados Unidos. Não passou muito tempo para que as sopas condensadas e os cubos de tempero aparecessem nas lojas. As sopas condensadas são preparadas fazendo uma grande tigela de sopa, fervendo, adicionando especiarias, pasta de vegetais, legumes frescos e farinha. A função da farinha é espessar a sopa enquanto se ferve, de forma que conserve uma consistência parecida a de um molho. Depois as sopas são colocadas em latas e seladas. Durante todo o processo, pode-se adicionar sal em diferentes formas para conservar a sopa em boas condições, melhorar seu sabor e sua textura até que chegue à mesa do consumidor.

Aplicação

Uma fábrica de alimentos enlatados entrou em contato com a Hanna Instruments para consultar sobre algum equipamento que permitiria a medição do conteúdo de sódio nas sopas. Esta fábrica estava planejando expandir sua linha de sopas para incluir alternativas saudáveis para o coração e alternativas com menor teor de sódio. Desejavam fundamentar suas declarações nos anúncios de redução do teor de sódio em seus produtos mais recentes. O cliente achou importante informar que a empresa contava apenas com um pequeno laboratório onde seriam realizados os testes.

O representante de vendas da Hanna recomendou um HI5222 medidor de bancada com grau de pesquisa para pH/ISE/ORP com Cal Check™, junto de um eletrodo de íon seletivo para sódio FC300B.  O cliente apreciou o fato do eletrodo FC300B ser específico para íons de sódio e não estar sujeito a interferência proveniente de outros sais. O HI5222 inclui funções de calibração em cinco pontos, registro automático e funções GLP detalhadas. A função de canal duplo permitiu ao cliente ter um canal dedicado a um eletrodo de pH e outro canal para o ISE de sódio. Isto permite visualizar ambos os parâmetros em tela e alternar facilmente a leitura de pH e a concentração de sódio sem ter de trocar eletrodos e recalibrá-los.

O cliente também gostou da capacidade do medidor de registrar até 100.000 medições por canal e que seus dados poderiam ser transferidos para um computador com o cabo USB e o programa HI92000.

As inovações que o HI5222 e o eletrodo FC300B trouxeram lhe permitiram analisar muitas amostras em um dia e baixá-las em um computador para relatar os dados por lote de produção. Em geral, a fábrica se declarou muito satisfeita com a solução oferecida.

Siga-nos