Monitoramento da desinfecção da água em avicultura

Escrito em Postado em Agricultura e Hidroponia Análises de água, Aplicações, Deixe um comentário.

A carne de frango é um dos alimentos mais presentes na dieta do brasileiro e foi a fonte de proteína animal que mais cresceu no Brasil e no mundo nos últimos 40 anos. A produção brasileira apresentou nos últimos 40 anos um crescimento anual médio de 10,12%.

Já o consumo de carne de frango no território nacional passou de quase inexpressivo em 1972, para se tornar a carne mais consumida pela população brasileira em 2006. Em 2010 o consumo per capita de carne de frango alcançou 44,1 kg.

Como resultado da crescente demanda, as granjas de frango em grande escala cresceram. Com centenas, se não milhares, de frangos em um único lugar, os criadores devem tomar cuidado para evitar o surto de doenças e manter a saúde dos animais. Um fator chave para isso é garantir que uma fonte de água limpa esteja disponível.

A má qualidade da água afeta aspectos da fisiologia das aves, tais como produção de ovos, retenção de peso e regulação da temperatura corporal. Para atender às altas necessidades de consumo de água, muitas granjas abastecem água de uma combinação de água potável municipal e poços privados na propriedade. Uma fonte de água contaminada pode causar doenças desenfreadas que se espalham pelo bando.

Os contaminantes da água podem vir das próprias aves; partículas de ração, fezes, solo, poeira, parasitas e doenças podem contaminar um suprimento de água. Uma maneira de evitar que os contaminantes prejudiquem as aves é assegurar o saneamento adequado e contínuo de sua água potável. A manutenção de água higienizada em uma granja avícola pode ser difícil com temperaturas quentes da água, longos períodos de manutenção e má qualidade inicial da água. Portanto, a qualidade da água deve ser monitorada e corrigida de forma vigilante.

O cloro é uma opção popular de desinfecção para manter a limpeza da água e proteger contra o crescimento de biofilmes. Algumas granjas realizam seu próprio saneamento de água potável adicionando alvejante diluído (hipoclorito de sódio) mais acima nas linhas de água para fornecer um nível residual de desinfetante em todo o sistema de água. O nível de cloro da água precisa ser monitorado para garantir que a água seja devidamente higienizada e que os níveis de cloro sejam seguros para o consumo. Manter um pH entre 6,5 e 7,5 garante que o cloro seja eficaz contra patógenos. O cloro total na água potável das aves não deve exceder 5 ppm.

Aplicação

Uma operação de avicultura entrou em contato com a Hanna Instruments para atualizar seu sistema de higienização de água. Anteriormente, a granja tinha regulado os níveis de pH e cloro através de verificações pontuais e dosagem manual. Como a operação estava crescendo, o cliente queria uma forma de automatizar a regulagem de seu cloro e pH. A Hanna Instruments sugeriu o Analisador de Cloro, pH e Temperatura PCA320 para atender às necessidades do processo do cliente.

Analisador de Cloro Livre & Total, pH e Temperatura

O PCA320 permite que o usuário tenha um ciclo de medição e controle personalizável para atender suas necessidades tanto para o pH quanto para o cloro. Cada parâmetro (cloro, pH e temperatura) tem alarmes alto e baixo programáveis para alertar se a leitura estiver fora dos limites aceitáveis. O analisador pode corrigir o pH e o cloro em um sistema através do uso de duas bombas externas conectadas às saídas 4-20mA. Estas bombas, por sua vez, dosam automaticamente o cloro e/ou uma base/ácido para o sistema através de parâmetros definidos pelo usuário. A unidade é capaz de medir cloro livre ou total, dependendo da preferência do cliente e dos reagentes utilizados.

O cliente gostou da capacidade de definir seu período de amostragem para o cloro entre 3 e 90 minutos; isto permitiu que eles pudessem colher amostras com maior frequência durante os períodos em que o consumo de água era maior. A cada intervalo de amostragem, uma amostra de água é trazida para uma célula de fluxo onde reage com os reagentes DPD; a mudança de cor é então lida e correlacionada a uma concentração de cloro.

O analisador tem uma faixa de 0 a 5 ppm de cloro. Quando conectado a uma bomba dosadora, o relé dosador de cloro é ativado sempre que uma leitura de amostra estiver abaixo da programada. O cliente escolheu um ponto fixo de 3,5 ppm de cloro livre para garantir que a água mantivesse sua potência desinfetante em todo o sistema de água enquanto permanecesse abaixo de seu limite superior de 5 ppm.

O PCA utiliza um algoritmo interno para determinar a quantidade correta de cloro a ser dosado no sistema. O cliente gostou da proteção intergrada contra superdosagem, que desliga os relés de dosagem sempre que a dosagem estiver ligada pelo tempo máximo e o valor de leitura estiver abaixo de 0,05 ppm de forma consistente, protegendo o usuário de sobrecarregar seu sistema com cloro.

O PCA320 tem uma faixa de medição de pH de 0 a 14 pH com precisão de ±0,05 pH. Quando conectado a uma bomba dosadora, o relé dosador pode ser ativado com base em um ponto de ajuste de pH mínimo ou máximo, e dosar ácido ou base de acordo. Como a água do poço do cliente era ligeiramente alcalina, eles mantiveram um ponto de ajuste de pH de 6,5 e dosaram ácido diluído quando fora desta faixa. Isto garantiu a eficácia do desinfetante de cloro.

Enfim, o cliente gostou que o PCA pode armazenar até 3.500 registros (por exemplo, 7 dias em leituras cm intervalo de 3 segundos) de dados. Isto lhes permitiria rastrear e acompanhar as mudanças de água para antecipar as necessidades químicas. O PCA320 forneceu uma solução abrangente e automatizada para as necessidades de desinfecção da água do cliente.

Fontes:

https://www.embrapa.br/qualidade-da-carne/carne-de-aves

https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/frango_de_corte/arvore/CONT000fy1j9mko02wx5ok0pvo4k3z9kscuy.html

https://hannainst.com.mx/boletines/medicion-continua-de-la-desinfeccion-del-agua-en-la-avicultura/

Siga-nos