Medição da Quantidade de Água no Biodiesel

Escrito em Postado em Boletins Laboratório, Deixe um comentário.

O biodiesel é um combustível composto de ésteres provenientes de fontes naturais de ácido graxos. Pode-se usar como combustível independente em motores de combustão ou pode ser mesclado com diesel convencional de petróleo.

A vantagem do uso de biodiesel em sistemas de combustão em relação ao diesel convencional, deve-se à menor emissão de gases contaminantes. Além disso, dado que o biodiesel é produzido a partir de recursos renováveis, oferece maior sustentabilidade.

A fabricação do Biodiesel

Os biocombustíveis são produzidos a partir da reação dos ácidos graxos, contidos em óleos vegetais e animais, com álcool para a produção de ésteres e glicerina por um processo chamado transesterificação.

A glicerina é usada em diversas indústrias, como a cosmética, alimentícia e farmacêutica. Os ésteres produzidos devem cumprir com especificações da norma D6751 da ASTM para ser considerado um biodiesel. Esta norma foi desenvolvida pela ASTM (Sociedade Americana para Testes e Materiais) Internacional, uma organização que se encarrega da padronização de muitos produtos industriais.

Por que medir a água presente no biodiesel

Entre as especificações exigidas pela norma ASTM D6751, o teor de água é uma medição vital para uma operação eficiente. A água deve ser monitorada de forma rigorosa para que permaneça abaixo do limite de 500 mg/L (ppm).Um teor maior do que o indicado causará danos aos componentes do motor por causa dos efeitos corrosivos. Além disso, um alto teor de água pode provocar o crescimento microbiano, o qual pode contribuir para o desenvolvimento de uma biopelícula nos dutos e contatos por onde circula.

Para medir o teor de água em biodiesel, a Hanna Instruments sugere o uso do titulador Karl Fischer, mais especificamente o titulador coulométrico HI934. A exatidão das medições na detecção de um teor tão baixo de água no biodiesel o torna ideal para este tipo de medição. O HI934 possui uma faixa de 1 ppm a 5% de água. O co-solvente usado para uma dissolução completa do biodiesel no recipiente de medição é 1-pentanol, porque este combustível apresenta pouca solubilidade em metanol.

Com essas recomendações é possível injetar o biodiesel diretamente no recipiente de titulação sem a necessidade de realizar qualquer dissolução externa. Também é recomendado o uso de um eletrodo gerador sem diafragma para evitar incrustações e sujeiras, bem como para evitar o uso adicional de peças de reposição.

Siga-nos