O Guia Definitivo para o Teste de pH no Solo

Escrito em Postado em Agricultura e Hidroponia Boletins, Deixe um comentário.

Já se perguntou o que mais pode ser feito para ajudar suas plantas a crescerem? Experimente testar o pH do seu solo! Plantas robustas começam do zero e manter um solo saudável é o primeiro passo para uma colheita bem-sucedida.

Este guia abrangente irá ajudar quem está apenas começando com o teste de pH do solo. (E os cultivadores experientes também aprenderão alguma coisa!) Na primeira parte, cobrimos tudo de “O que é o pH?” até elementos e eventos que afetam o pH do seu solo e como corrigi-lo. Depois disso, examinamos todos os diferentes métodos e ferramentas de teste de solo, para que você tenha todas as informações necessárias para escolher o melhor plano de teste de solo para você e suas plantações.

Primeiro, vamos ao básico.

  1. O que é solo?
  2. O que é pH?
  3. Por que testar o pH do solo?
  4. O que afeta o pH do solo?
  5. Faixas ideais de pH do solo
  6. Como testar o pH do solo
  7. Cuidado e Manutenção do seu eletrodo de pH do solo

O que é solo?

Água, ar e solo são os maiores grupos de recursos naturais que os humanos usam. O solo é o material solto na superfície da Terra que permite que as plantas cresçam. Pense na Terra como uma cebola com camadas; o solo é apenas a camada superior muito fina (cerca de 200 cm) da cebola. Todas as plantas são cultivadas nessa camada fina.

Conheça a GroLine da Hanna.

Não importa onde você esteja na Terra, o solo tem três componentes principais: inorgânicos, orgânicos e microrganismos.

  • A parte inorgânica do solo possui minerais de rochas que se decompõem ao longo do tempo. As plantas usam esses minerais para ajudá-las a crescer. Ao pensar no solo, tendemos a pensar apenas nesses componentes minerais. No entanto, a parte inorgânica do solo também contém líquidos (água) e gases (ar).
  • A seção orgânica do solo são os restos de plantas, animais e outros seres vivos.
  • Os microrganismos vivem no solo e geralmente são pequenos demais para serem vistos a olho nu. Eles ajudam a decompor o material morto no solo.

Existem cinco fatores principais que afetam a forma como o solo é formado: clima, organismos, geologia de uma área, topografia e, finalmente, tempo. Com todas essas variáveis, não é surpresa que o solo varie muito de local para local, mesmo em áreas relativamente pequenas.

O que é pH?

O pH é uma medida de quão ácida ou básica (alcalina) uma substância é. Ao testar o pH, se mede a quantidade de átomos de hidrogênio que carregam uma carga positiva.

Quanto maior a concentração de íons hidrogênio, mais ácida é a amostra. Quanto menor a concentração de íons de hidrogênio, mais básica é a amostra. As substâncias ácidas situam-se entre pH 0 e pH 7 na escala de pH. As substâncias básicas ficam entre pH 7 e pH 14 na escala de pH. O pH 7 é completamente neutro; não é nem ácido nem básico.

Substâncias ácidas comuns incluem suco de laranja, refrigerante e café preto. Itens básicos comuns incluem gin, bicarbonato de sódio e produtos de limpeza. A água pura é completamente neutra em pH 7.

Por que testar o pH do solo?

O pH correto do solo é essencial para garantir o crescimento ideal das plantas e o rendimento das culturas, pois permite que os nutrientes estejam disponíveis livremente para as plantas absorverem. Testar o pH do solo ajuda a determinar quais plantas são mais adequadas para essa área.

Às vezes, o solo precisa de suplementos, como fertilizantes e ajustadores de pH, para que as plantas possam crescer. Medir o pH pode ajudAR a descobrir o que e quanto é necessário.

O que afeta o pH do solo?

Muitas coisas podem afetar o pH do solo. Os fatores mais comuns são clima e o tempo, outras plantas na área, pH da água de irrigação, tipo de solo, tipo de fertilizante usado e disponibilidade de nutrientes. 

Clima e Tempo

Temperatura, precipitação, luz solar e mudanças sazonais influenciam o pH do solo. A alta precipitação, por exemplo, remove os nutrientes essenciais do solo. Muitos nutrientes, como os carbonatos de cálcio, são básicos e, à medida que deixam o solo, tornam-se mais ácidos.

A água que entra em contato com o material em decomposição no solo (como folhas, por exemplo) também pode causar a queda do pH, porque a matéria em decomposição libera dióxido de carbono. Quando o dióxido de carbono se mistura com a água, os ácidos podem se formar.

Climas ou regiões mais secas que passam por uma seca terão um solo com pH mais alcalino. Como não há tanta água se movendo pelo solo, minerais e sais se concentram, aumentando o pH.

Plantas

Plantas nativas e a ecologia local podem determinar o pH inicial do solo. O solo abaixo da grama é geralmente menos ácido, enquanto os solos formados sob as árvores tendem a ser mais ácidos. Isto se deve ao fato de haver mais matéria em decomposição (folhas) perto das árvores. Até o próprio cultivo em desenvolvimento pode alterar o pH do seu solo. 

Água de Irrigação

A água que você usa para irrigar suas plantações também influenciará o pH do seu solo. Se a água utilizada for mais ácida ou mais básica que o solo que está irrigando, o pH do solo mudará.

Tipo de Solo

O solo da região se formou a partir de granito, calcário ou xisto? Esses materiais originais determinarão se seu solo é mais ácido ou mais básico. Áreas com muito xisto tendem a ser mais ácidas, enquanto áreas ricas em calcário são mais básicas.

A textura do solo também determinará quão fácil ou difícil é ajustar o pH; isso é conhecido como capacidade de proteção do solo. Os solos arenosos têm uma capacidade tampão mais baixa, enquanto os solos com mais argila terão uma capacidade tampão mais alta. É mais difícil alterar o pH dos solos com maiores capacidades de tamponamento.

Fertilizante

A fertilização do solo é muito importante para obter as melhores colheitas. Como o pH afetará a facilidade com que os nutrientes estão disponíveis para as plantas, é importante verificar o pH do solo antes e depois da adição de qualquer tipo de fertilizante. Ao conhecer o pH, é possível decidir quanto e que tipo de fertilizante é necessário.

Os fertilizantes artificiais de nitrogênio tendem a diminuir bastante o pH nos solos. O fertilizante orgânico acidifica o solo assim que entra em contato com a água, devido aos ácidos orgânicos solúveis que eles contêm.

Disponibilidade de Nutrientes

As plantas não podem absorver nutrientes se o pH do solo for muito baixo ou muito alto. Quando o pH do solo está baixo, nutrientes como cálcio e fósforo se ligam a outras coisas no solo e as plantas não conseguem absorver o que precisam para crescer.

A maioria dos nutrientes está disponível quando o solo é levemente ácido, mas plantas diferentes se desenvolvem em diferentes faixas de pH, dependendo de suas necessidades específicas de nutrientes. Se o pH for muito baixo, pode ocorrer toxicidade do alumínio. Quando isso acontece, o alumínio se torna livre e as plantas o absorvem em níveis tóxicos.

Se o pH for muito alto, nutrientes como o ferro ficam presos. Sem uma absorção adequada de ferro, as plantas perdem a clorofila e começam a ficar amarelas, indicando que as plantas não podem mais produzir alimentos para si mesmas. O envenenamento por molibdênio também pode ocorrer em solos com pH alcalino, resultando em culturas atrofiadas.

Faixas ideais de pH do solo

As plantas que crescem em solo mais ácido incluem macieiras (pH 5 – pH 6.5), batatas (pH 4.5 – pH 6) e orquídeas (pH 4.5 – pH 5.5). Já as acácias e nogueiras (ambas gostam de solo entre pH 6 – pH 8) adoram alcalinidade.

Pesquise qual o pH que melhor atende as necessidades das plantas que deseja cultivar. O pH do solo natural fica normalmente entre pH 4 e pH 8. Se o pH do solo não corresponder à faixa ideal das plantas, será necessário tratá-lo.

Tipos de tratamento de solo

Solo muito ácido? As opções populares de tratamento são cal, carbonato de cálcio e casca de ovo moída. Se o solo for muito básico, podem ser adicionados gesso, sulfato de ferro, ácido sulfúrico ou cloreto de cálcio.

Irrigar o solo com frequência pode ajudar a diminuir o pH, se este estiver muito alto. No entanto, tome cuidado para não regar demais as plantas se o tratamento do solo estiver em uma área plantada. Isso pode causar doenças, e os nutrientes podem ser diluídos ou lavados.

Dica da Hanna: O custo dos materiais e o tamanho do espaço de plantio também devem ser levados em consideração na forma como o solo será tratado. Por exemplo, é muito mais viável e acessível tratar uma pequena horta com casca de ovo moída do que vários hectares.

Como testar o pH do solo

As duas principais formas de testar o pH do solo a partir de amostras de campo são testes de pasta de solo e testes diretos do solo. É importante que as amostras e os testes do solo sejam realizados nos mesmos pontos e da mesma maneira todas as vezes.

Teste de pH da pasta de solo

O método de pasta de solo permite obter uma amostra representativa e medir uma área inteira com apenas um teste. Como o pH do solo pode variar em uma área pequena, faça uma amostra representativa. Sempre retire a amostra de solo na mesma profundidade.

Ao usar o método de pasta de solo, retire amostras de solo próximo às plantas e algumas amostras de solo mais distantes (Mantenha essas duas amostras separadas). Embora isso signifique um pouco de trabalho extra, leituras mais precisas serão obtidas, pois a quantidade de nutrientes, tipos de solo e conteúdo de umidade podem variar em uma área plantada.

Todas essas coisas afetam o pH do solo, por isso é importante acompanhar o pH em muitos pontos.

Como testar o solo usando o método de pasta de solo

  1. Colete um pouco de solo da área de teste.
  2. Na amostra homogênea, adicione partes iguais de solo e água destilada ou deionizada na proporção de 1:1. Então, para 25 gramas de solo, adicione 25 mL de água.
  3. Agite a amostra por 5 segundos.
  4. Deixe-a descansar por 15 minutos.
  5. Comece a agitar a amostra novamente após 15 minutos e faça a medição.

Teste de pH direto no solo

O teste de pH direto no solo oferece o benefício de não precisar colher amostras, porque o pH é testado no chão.

Como testar diretamente no solo

  1. Usando uma broca ou régua, primeiro faça um buraco no solo. O buraco precisa ter a mesma profundidade sempre que você testar para evitar discrepâncias de pH.
  2. Adicione um pouco de água destilada ou deionizada ao buraco; o solo deve estar úmido, mas não saturado com água.
  3. Insira seu instrumento de teste no buraco e permita que a leitura se desenvolva ou se estabilize.

Simples!

Opções de teste de pH no solo

Agora que examinamos o solo e qual a importância do pH, vamos falar sobre o que você pode usar para testar o pH do solo. Reduzimos para quatro grupos principais: tiras de teste, kits de testes químicos, testers de bolso digitais e medidores portáteis.

Fitas de testes de pH

Prós: Fácil de usar, custo baixo
Contras: Leitura difícil, perda de precisão, pode aumentar o custo em outras áreas

As tiras de teste de pH (também conhecidas como papel de tornassol) são tiras de papel que foram saturadas com corantes sensíveis ao pH. Quando expostas a uma substância úmida, as tiras mudam de cor em relação ao pH dessa substância. Essa alteração de cor corresponde a uma tabela de cores fornecida com as tiras de teste. Esse método de teste é rápido, fácil e barato, mas tem algumas desvantagens.

O solo é de cor muito escura, mesmo quando misturado com água. A cor lamacenta pode manchar as tiras de teste e dificultar sua leitura. Mesmo quando uma mudança de cor pode ser vista, é subjetiva, já que as cores podem parecer diferentes dependendo da iluminação e de pessoa para pessoa. Isso leva a resultados inconsistentes e ruins.

As tiras de teste também não fornecerão os resultados mais precisos; eles têm apenas uma resolução de 0.5 unidades de pH. Isso significa que o mais próximo que os resultados desses testes podem chegar do pH real do seu solo seria ±0.5 pH. Ter uma margem de erro de 0.5 unidades de pH significa um custo maior para tratar o solo. Se o tratamento do solo não for preciso, você poderá obter baixo rendimento das culturas e plantas mortas.

Kits de testes químicos

Prós: Fácil de usar, tudo incluído
Contras: São necessários vários kits, difíceis de ler e descartar, número limitado de testes

Os kits de teste químico de pH são como tiras de teste, pois são fáceis de usar, mas também apresentam várias desvantagens. O uso de um kit de teste de solo envolve a adição de solo, água destilada ou deionizada e alguns produtos químicos (que já estão inclusos no kit) em um tubo. Os produtos químicos, como tiras de teste, reagem com os níveis de pH em sua amostra para criar uma mudança de cor. Também como as tiras de teste, a mudança de cor dos kits de teste será subjetiva e as leituras podem variar entre pessoas diferentes.

Os kits de teste de pH têm resolução mais baixa, geralmente entre 1 ou 0.5 pontos de pH, e tendem a testar faixas específicas de pH. Isso significa que você precisa comprar muitos kits para testar seus diferentes tipos de solo, ou quando você está apenas começando e não sabe o pH inicial.

O número de testes que podem ser feitos com um kit de teste químico é limitado ao número de reagentes incluídos. Os kits regulares incluem produtos químicos suficientes para cerca de 1 até 10 testes. O descarte desses produtos químicos coloca outra questão; as composições químicas diferem de fabricante para fabricante, e muitas não podem ser simplesmente despejadas no ralo ou descartadas no lixo. 

Testers de bolso

Pós: Tamanho de bolso, melhor precisão, fácil de limpar
Contras: É necessário saber como fazer a manutenção do dispositivo

Os testers de bolso de pH do solo são instrumentos digitais e portáteis que utilizam um eletrodo de pH. A integração de um eletrodo de pH na carcaça durável de um tester permite uma precisão muito maior do que os kits de teste ou das tiras de teste. O eletrodo de pH faz uma leitura de pH em seu solo ou pasta de solo e o exibe em uma tela LCD.

Poucas coisas interferem na leitura dos testers, quando comparados aos kits e tiras de teste. Não é necessário se preocupar com a amostra de solo afetar a mudança de cor ou com a subjetividade dos testes de mudança de cor em geral. Muitos testers também têm uma resolução e precisão muito mais altas do que as opções químicas, geralmente entre 0.1 e 0.01 unidades de pH.

Dica da Hanna: Precisa testar mais do que pH? Alguns testers podem testar outros parâmetros também, como condutividade.

Os testers de pH do solo permitem testes fáceis em campo, com funções simples, com uma mão, com um ou dois botões. Alguns testers possuem recursos especiais, como recursos à prova d’água ou corpos duráveis, que permitem testar em ambientes úmidos sem afetar as leituras.

Alguns testers de bolso também apresentam uma junção de tecido, o que ajuda a evitar o entupimento do eletrodo. Para desobstruir as partículas de solo da junção, o pano pode ser gentilmente puxado com uma pinça para remover detritos e descobrir um pano novo na junção. Isso fornece leituras mais precisas e uma vida útil mais longa do eletrodo.

Veja todos os testers de pH para solo que a Hanna oferece!

À medida que a temperatura muda, a maneira como o eletrodo se comporta também muda; isso pode afetar suas leituras de pH. Para ajudar a combater isso, alguns testers de pH do solo têm compensação automática de temperatura, um recurso que permite ao dispositivo corrigir o erro.

Esses instrumentos úteis exigem um pouco mais de conhecimento para operar e cuidar adequadamente. Você precisará de soluções para manter o eletrodo calibrado, hidratado e limpo. Mais informações sobre cuidados com um eletrodo de pH podem ser encontradas na seção Cuidados e manutenção abaixo. 

Dica da Hanna: Em alguns testers pode ser difícil dizer se as leituras de pH se estabilizaram. Procure um tester que possua um indicador de estabilidade para uma experiência de teste mais fácil.

Medidores Portáteis de pH do Solo

Prós: Precisão de laboratório portátil, personalizável, sem mais suposições
Contras: Investimento maior, mais técnico

Os medidores portáteis de pH do solo são a próxima etapa depois dos testers de pH do solo. Eles são uma maneira conveniente de ter precisão de laboratório em testes de campo. Um pouco maiores que os testers, os medidores portáteis de pH do solo oferecem muitas funções, desde testes multiparâmetros até registro de dados.

Todos as opções de medidores portáteis de pH de solo têm compensação automática de temperatura; eles possuem ou um sensor integrado de temperatura ou uma sonda de temperatura separada. As medições do medidor portátil de pH do solo são precisas, com resoluções tão baixas quanto 0.001 unidades de pH.

Se for necessário relatar os valores de pH, um medidor portátil de pH do solo é uma ótima opção. Alguns desses medidores são capazes de fornecer dados de Boas Práticas de Laboratório (GLP), que incluem itens como data e hora dos dados de calibração e dos dados registrados. Isso dá rastreabilidade às suas leituras. 

Dica da Hanna: Muitas opções de eletrodos fazem dos medidores portáteis de pH do solo uma opção de teste versátil. Alguns são até à prova d’água!

Certos medidores de pH do solo vêm com um recurso de diagnóstico de eletrodo chamado CAL Check™. O medidor verificará as condições do eletrodo e dos buffers de pH durante a calibração. Alguns desses medidores também vêm com um botão de ajuda, que exibirá tutoriais diretamente na tela.

Procurando algo menor do que um medidor de pH de solo portátil típico, mas precisa da precisão de um? Alguns medidores portáteis de pH do solo nem precisam de um medidor comum! A Hanna tem a linha HALO de eletrodos que podem ser conectados sem fio a um smartphone ou tablet.

Dica da Hanna: Como um tester, os eletrodos precisarão de manutenção para proporcionar uma longa vida útil. Você precisará de soluções de calibração, limpeza e armazenamento. Veja mais informações sobre cuidados e manutenção a seguir! 

Cuidado & Manutenção do Eletrodo de pH do solo

O cuidado e a manutenção adequados do seu eletrodo de pH são essenciais. O cuidado adequado dos eletrodos prolongará sua vida útil. Nosso lema de manutenção ajudará você a se lembrar dos três conceitos principais em manutenção de eletrodos: Limpar Regularmente, Calibrar Frequentemente e Condicionar Sempre.

Baixe nossos guias de pH!

Limpe Regularmente

Ao testar o pH do solo, é importante limpar adequadamente o eletrodo de pH, pois o solo pode entupir a junção. Se o solo ficar preso no eletrodo, lave o eletrodo com água destilada.

O solo está realmente grudado no eletrodo? Mergulhe-o em uma solução de limpeza especialmente formulada para depósitos de solo ou húmus. Ambas as soluções ajudam a remover os resíduos que a lavagem dos eletrodos com água destilada não conseguiu retirar. A solução de limpeza para depósitos no solo é ótima para amostras agrícolas em geral; a solução de húmus é melhor para solo altamente orgânico (como composto).

A limpeza do eletrodo fornecerá a máxima eficiência e precisão ao fazer leituras de pH. Depois de usar uma solução de limpeza, o eletrodo deve ser colocado em solução de armazenamento por pelo menos uma hora antes de usá-lo novamente. As soluções de limpeza estão disponíveis em sachês descartáveis e em frascos.

Passos para a Limpeza de Eletrodo

  1. Encha um frasco de spray com água deionizada ou destilada.
  2. Usando o frasco, lave o eletrodo com a água.
  3. Agite suavemente o eletrodo para remover a água residual.
  4. O eletrodo está pronto para uso ou armazenamento!
  5. Limpeza adicional:
    • Lave o eletrodo com água deionizada.
    • Deixe o eletrodo mergulhado em solução de limpeza por pelo menos 15 minutos. Use uma solução de limpeza formulada para depósitos de solo ou de húmus.
    • Retire o eletrodo da solução de limpeza.
    • Lave o eletrodo com água deionizada.
    • Coloque o eletrodo na solução de armazenamento por pelo menos 1 hora antes de usá-lo novamente.

Calibre Frequentemente

Calibrar seu eletrodo fornecerá a maior precisão ao testar o pH. A calibração ajudará a corrigir seu eletrodo pois a resposta muda com o tempo, devido ao tempo de uso e outros fatores.

É importante calibrar para pelo menos dois pontos de pH que se ajustem ao valor esperado, isso significa calibrar para um ponto de pH abaixo e um ponto de pH acima da faixa esperada. (Por exemplo, se a leitura esperada for de pH 8.6, devem ser usados buffers de pH 7 e pH 10).

Dica da Hanna: A calibração diária é recomendada, mas se você puder tolerar um pouco de erro na sua medição, isso não é completamente necessário – embora ainda seja altamente recomendado! 

Passos para a Calibração do Eletrodo

  1. Use um frasco de spray e enxágue o eletrodo com água deionizada.
  2. Se estiver usando um sachê descartável de buffer de pH, rasgue ou corte o sachê.
    • Entre no modo de calibração no medidor de pH.
    • Insira o eletrodo até que o bulbo e a junção na lateral do eletrodo estejam cobertos pelo buffer.
    • Espere a leitura estabilizar e o medidor aceitar o buffer.
    • Retire o eletrodo do buffer e lave-o novamente.
    • Repita essas etapas para os outros buffers de pH.
    • Quando terminar, saia do modo de calibração.
  3. Se estiver usando um frasco de buffer de pH, despeje o buffer em um béquer limpo e coloque uma barra de agitação magnética no copo.
    • Coloque o copo em uma placa de agitação para manter o buffer agitando enquanto faz uma medição.
    • Entre no modo de calibração no medidor de pH.
    • Insira o eletrodo até que o bulbo e a junção na lateral do eletrodo estejam cobertos pelo buffer.
    • Espere a leitura estabilizar e o medidor aceitar o buffer.
    • Remova o eletrodo do buffer e lave-o novamente.
    • Repita essas etapas para os outros buffers de pH.
    • Quando terminar, saia do modo de calibração.

Dica da Hanna: Recomenda-se o uso de buffers de pH novos sempre que o eletrodo for calibrado. Isso fornecerá a melhor calibração possível.

Condicione Sempre

A parte mais importante do eletrodo de pH é o bulbo sensor na parte inferior. O bulbo é feito de vidro sensível (responsivo) aos íons de hidrogênio. É importante manter o equilíbrio no eletrodo para manter suas leituras estáveis, mantendo o bulbo hidratado.

Hidratação adequada significa sempre armazenar seu eletrodo na solução de armazenamento. O armazenamento em outros líquidos, como água destilada ou deionizada, pode danificar o bulbo de vidro e causar leituras de pH lentas e imprecisas. 

Dica da Hanna: Os danos causados pelo armazenamento inadequado podem ser reparados em um eletrodo recarregável preenchendo-o com eletrólito novo e depois reidratando-o em solução de armazenamento. Isso deve trazer o eletrodo de volta ao equilíbrio, embora não seja uma garantia.

Passos para o Condicionamento do Eletrodo

  1. Enxágue o eletrodo com água destilada ou deionizada.
  2. Você pode usar um sachê descartável de solução de condicionamento ou colocar parte da solução em um béquer.
  3. Coloque o eletrodo na solução de armazenamento. (É importante garantir que a junção na lateral do eletrodo esteja coberta pela solução de condicionamento. Tanto o bulbo de vidro de pH quanto a junção precisam ser hidratados para que a sonda funcione!)
  4. Deixe o eletrodo de pH repousar na solução de armazenamento por uma hora ou por uma noite para reidratar completamente.

Procurando mais dicas para testar o pH? Veja nossa Checklist de pH e os Top 10 Erros na Medição de PH.

O solo pode ser complexo, mas …

… testar o pH do seu solo não precisa ser! As opções para testar o pH são tão diversas quanto os diferentes tipos de solos. Para obter ajuda na escolha da melhor opção para suas necessidades de teste, entre em contato com um de nossos vendedores.

Siga-nos