Como manter o cloro por mais tempo em piscinas

Escrito em Postado em Análises de água Boletins, Deixe um comentário.

O cloro segue como o principal desinfetante usado nas piscinas. É econômico e de fácil aplicação, mas uma piscina sujeita a condições ambientais como luz solar e clima também estará sujeita a uma perda de cloro aplicado mais rapidamente. Existem estabilizadores de cloro no mercado que permitem manter o cloro por mais tempo, mas qual é a quantidade realmente necessária de estabilizadores para não aumentar o custo dos produtos químicos da piscina?

Aqui estão algumas dicas úteis.

O cloro tem a função de destruir organismos prejudiciais, como bactérias e algas. No entanto, o meio ambiente e os raios ultravioletas do sol podem causar fotólise e fazer com que o cloro na piscina acabe prematuramente. A perda de eficácia na desinfecção e a diminuição do potencial de redução de óxidos (ORP) ficarão evidentes, a ponto de causar doenças devido à falta de conformidade com os padrões básicos de segurança e higiene para instalações recreativas. As piscinas externas devem ser protegidas dos efeitos degradantes dos raios ultravioleta do sol. O ácido cianúrico é usado em piscinas externas, onde os desinfetantes são compostos inorgânicos de cloro, como hipoclorito de cálcio, hipoclorito de sódio, hipoclorito de lítio e cloro em sua forma original de gás.

Recomenda-se que o nível de ácido cianúrico esteja sempre na faixa de 30 a 50 ppm, com um máximo de 100 ppm e um limite mínimo de 10 ppm. O nível de ácido cianúrico é reduzido devido à dinâmica ou fluxo de água nas instalações auxiliares da piscina. Pode ser reduzido por diluição devido à lavagem dos filtros, água de reposição ou excesso de contaminantes. Para cumprir a maioria das regulamentações locais para piscinas, as que contêm mais de 100 ppm requerem a drenagem de aproximadamente 20% do seu volume e a adição de água nova. Como o ácido cianúrico tem um pH de 4.0 e, se algum composto de cloro for adicionado, também é recomendável adicionar um composto alcalino apropriado para neutralizar esse valor de pH. A estabilização proporcionada pelo ácido cianúrico adicionado reduzirá a decomposição química dos íons de cloreto livre e disponíveis. Isso é realizado pela formação de cloroisocianuratos que não absorvem a luz ultravioleta do sol.

A faixa de concentração de ácido cianúrico para uma piscina funcional e segura é de 25 a 50 ppm. Dentro desse intervalo, é estabelecido um equilíbrio entre a concentração de ácido cianúrico e os íons de hipoclorito. Se forem adicionadas quantidades adicionais de ácido cianúrico, a capacidade de desinfecção do cloro na piscina seria reduzida.

Para eliminar esse tipo de dúvida e ter medidas exatas, a HANNA® Instruments criou o fotômetro portátil HI96722 que mede o ácido cianúrico para evitar a rápida decomposição do ácido hipocloroso em piscinas expostas aos raios solares. Também ajuda a economizar até 80% do consumo total de cloro em piscinas públicas e privadas, especialmente em épocas de alta temporada ou férias. Alguns outros usos do ácido cianúrico são compostos clareadores à base de cloro e herbicidas específicos.

Fotômetro Portátil para Ácido Cianúrico

O HI96722 inclui a função CAL Check ™ que permite verificar a eficiência e a calibração do medidor usando padrões de cores rastreáveis ​​ao NIST. Este fotômetro também possui funções GLP (Boas Práticas Laboratoriais) , desligamento automático, caso o usuário se esqueça de desligar o equipamento, e um indicador de carga da bateria para evitar erros de medição devido a esse motivo.

Siga-nos