O açúcar em bebidas industrializadas

Escrito em Postado em Boletins Indústria Alimentícia, Deixe um comentário.

Os refrigerantes e sucos industrializados possuem uma alta preferência entre os consumidores, isto em nível mundial. Seu sabor é agradável e refrescante, e são as principais bebidas em festas e reuniões, além das bebidas alcoólicas, mas infelizmente parte destes consumidores pode estar entre as 180.000 mortes anuais relacionadas ao consumo dessas bebidas açucaradas, de acordo com o jornal The Washington Post. Esta é uma razão para que as companhias produtoras destes produtos criem novas versões, livres de açúcar, afim de neutralizar essa tendência.

O consumo destas bebidas pode se tornar um hábito e as pessoas começam a ingeri-los diariamente para acompanhar os alimentos durante almoços, lanches e etc. Alguns esportistas também estão ligados a este consumo, em especial os de fim de semana, que procuram se hidratar com estas bebidas após os exercícios.  Sendo estes os principais consumidores a fazerem parte dos dados mencionados no início deste artigo.

Um estudo mencionado pelo Washington Post diz que uma morte é registrada por estas causas a cada 100 que estão relacionadas com a obesidade. Do total de mortes causadas por bebidas açucaradas, três quartos estão registradas na América Latina, encabeçando esta lista, o México lidera com 405.000 mortes para cada milhão de adultos, ou cerca de 24.000 mortes no total de um ano.

Nos Estados Unidos o consumo de refrigerantes tem diminuído na década passada, e no México criou-se um imposto adicional para baixa o consumo destas bebidas. Sem dúvida isto tem sido um progresso, já que existe um grande consumo destas bebidas no mundo todo. O Brasil, apesar de se posicionar em 7º lugar nessa lista, reduziu seu consumo de refrigerante em 20% nos últimos seis anos, de acordo com a pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas.

No Brasil existem muitas bebidas às quais são adicionadas quantidades excessivas de açúcar, entre elas as bebidas gasosas e não-gaseificadas, adoçadas com sacarose ou xarope de milho de alta frutose (refrigerantes ou sucos). Além disso, café e chá com leite ou creme, uma variedade de sucos de frutas, smoothies e bebidas energéticas. Em um artigo especial o Comitê de Experts em Bebidas da Secretaria de Saúde do México cita outras bebidas que contém grandes quantidades de açúcar.

Quando se produzem refrigerantes, o xarope de açúcar ou de milho de alta frutose são ingredientes caros e essenciais para gerar uma bebida que cumpra com os padrões de qualidade da indústria. Um valor comum é de 63% Brix. O Brix se define como a porcentagem de açúcar dissolvido em água baseando-se em seu peso e expressos em graus Brix. Uma solução de 10 graus Brix significa que em cada 100g de solução, 10g correspondem a açúcar dissolvido. Na indústria de refrigerantes, o controle de graus Brix deve ser frequente e preciso. Qualquer desvio pode impactar diretamente na qualidade da bebida, o que pode ser muito custoso para o negócio. Os padrões de qualidade da maior parte das indústrias permitem uma tolerância de 0.15 graus acima ou abaixo das especificações. Esta pequena tolerância permite que o consumidor não note nenhuma variação nas propriedades organolépticas da bebida. Pelo lado do fabricante, os cálculos indicam que produzir uma bebida acima dos limites especificados para graus Brix, causaria perdas de até U$ 15.000,00 para um produtor pequeno, e até U$ 150.000,00 para um produtor grande.

Os refratômetros são equipamentos com um sistema óptico de precisão para medir os Brix por meio da refração da luz que passa através de uma solução. Quando um raio de luz passa de meio a outra, este se desvia com um certo ângulo. O ângulo de refração depende da densidade do meio qual se passou a luz. Se ele passa do ar para uma solução de açúcar, o ângulo de refração dependerá da concentração de açúcar. Quanto maior sua densidade, maior será o ângulo de refração. Em um refratômetro a leitura é instantânea, além de se compensar a leitura para efeitos de temperatura de medição.

Refratômetro Digital para Índice Refrativo e Brix

A Hanna Instruments levou em conta todos esses fatores para produzir os refratômetros digitais da série HI968xx. Eles incluem a função de compensação de temperatura, apresentação das leituras em uma escala de 0,0 a 85,0% de Brix, com uma resolução de 0,1% Brix, ideal para medições na indústria de bebidas. O HI96800 também pode exibir o índice de refração em sua tela para maior flexibilidade na construção de tabelas ou gráficos com este parâmetro de referência.

Siga-nos